segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O tempo

O metereológico: FOGO!!!!! Que hoje está um frio de rachar.
A minha pele estala, mesmo estando bem hidratada; os lábios gretam, mesmo pondo bastante baton do cieiro; é impossivel não tiritar de frio e não ligar o aquecimento.

O meu: tem sido preenchido entre o trabalho (muitissimo trabalho - não só a nível de solicitadoria generalista, mas também a nível de gestão de empresas e relações públicas); a fotografia, que tem sido alguma (além da familia e da natureza, também tenho fotografado as actividades levadas a cabo pela Associação Comercial da terrinha, no intuito de promover e trazer mais pessoas ao comércio tradicional) e o descanso que é pouco.

Ando doida, com os jogos do FB e a sua magnifica FV e FSV (oh Ana Luisa tu és craque naquilo :P).

A minha cabeça andava a magicar mudanças para o novo ano, já tinha falado com uma das partes da entidade parental, a minha irmã apoia-me a 100% e diz "eu ajudo-te", mas faltava-me a coragem para falar com a outra parte, hoje, a meio de uma conversa, transformei em palavras os pensamentos e tive apoio total. Agora é que os meus pensamentos andam a 100 à hora a magicar coisas.

O ano de 2010 adivinha-se e as mudanças também.

Quanto ao tão desejado Natal: faltam-me três ou quatro prendas, e ao contrário dos outros anos não sinto nenhum instinto consumista, penso sim na noite e dia que vou passar com a minha familia, na tentativa de descanso que vou fazer, pelo menos não vou levar trabalho para casa nesse fim-de-semana.

Aqui na terrinha já cheira a Natal, mas ainda não houve aquele clique dentro de mim.
Falta-me algo, mas não quero ficar triste, pois o que menos gostavas era de me veres triste.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Aviso

AMIGAS PRECISAM-SE!!!!!

É apenas um desabafo. Isto hoje está um bocadinho soturno... Estou farta desta vida de casa - trabalho - casa. As minhas Amigas estão no Norte, em Lisboa e no Algarve, e eu hoje precisava delas aqui, ao pé de mim!!!!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

AHHHHHHHHHH

Perdi todos os meus favoritos... E são IMENSOS!!!!

Vou tentar recuperar alguns, mas acho que não vou conseguir recuperar todos.

Meninas... POR FAVOR... deixem comentário para eu ir conseguindo recupera-los aos poucos.

Obrigado.

Nota: perdi os favoritos do meu browser... não tenho todos aqui no blog!!!!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Momentos em focus: na imprensa



Esta minha foto, embora não seja nada de mais, saiu num dos jornais distritais da terrinha.
Tudo começou com um pedido para fotografar as montras e a rua do comércio tradicional, que se encontravam com decorações alusivas ao Halloween.

Acedi, embora tenha sentido algumas dificuldades, pois fotografar montras e não apanhar o nosso próprio reflexo ou o reflexo da tua é muito complicado.

No entanto, esta foi a foto eleita para acompanhar um artigo alusivo à iniciativa.

Estou tão contente!!!!

Vivo

numa cidade do interior, não propriamente pequena, mas suficientemente fechada em si mesma para toda a gente se conhecer.

Trabalho com os meus pais e algumas das minhas colegas viram-me crescer, duas ou três até andaram comigo ao colo!!

As pessoas da cidade souberam que estive a estudar fora, longe, lá para Trás os Montes, mas a maioria delas não entende(ia) o que é isto da Solicitadoria.

Aqui, infelizmente, julga-se muito as pessoas pela aparência, pelo que se veste, pela forma como determinada pessoa se penteia, pelo carro que tem...

Cada vez mais, me é impossível fingir que não percebo os olhares curiosos das pessoas ao verem-me passar na rua de salto alto e fato de "executiva". Comentam, em sussurros mal disfarçados: é Dra.

Depois há os outros, que perguntam se estou doente. Notam-me diferente, ao que respondo:
"Não, não cresci em altura, apenas estreitei em largura" :)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Regresso

Eu sei, que o trabalho não pode ser desculpa para tudo, mas a realidade é que tenho andado completamente atolada.
Não tenho tido tempo para mim, nem para as minhas amigas.
Não tenho tempo para ver tv, nem muitas vezes para comer.
Durmo poucas horas e ando toda desregulada: fruto não só do trabalho, mas também das viagens constantes que faço, do stress e do cansaço acumulado.

Na terça apanhei um susto valente e por isso decidi que tenho de me organizar e que tenho de ter tempo para tudo. Não vou recusar trabalho, mas também tenho de ter tempo para mim.

Vi hoje, que tenho posts escritos no caderno que nunca publiquei aqui. Tenho imensas fotos que adoro e que gostava de partilhar.
Só esta semana é que consegui pôr, mais ou menos, a leitura de todos os blogs que sigo em dia. Ainda não estão todos e praticamente não comentei, mas hei-de lá chegar.

Até já!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O tempo

passa por mim, como um carro de Formula 1 desliza pelo alcatrão... a alta velocidade.

A vontade de escrever é alguma, dou por mim com textos estruturados na mente, mas é raro chegar a tempo de os passar para um simples guardanapo de papel.

O trabalho aumenta a cada hora que passa (não entendam isto como um queixa, pois graças a Deus que tenho muito que fazer, entendam-no, sim, como um desabafo, como um dos motivos pelos quais não tenho conseguido dedicar-vos tanta atenção quanto desejaria).

Os kms somam-se a um ritmo alucinante.

As reuniões seguem-se umas atrás das outras.

A mudança de casa, roubou-me tempo e energia.

Os cinco livros que li, no espaço de um mês, encheram-me as medidas (ainda estou a tentar libertar-me das personagens do último... "A Villa" de Nora Roberts. Considero-o um dos melhores livros que ela já escreveu.)

O Outono vai-se apoderando da natureza, com a sua delicadeza subtil e enternecedora.

As fotografias que tenho tirado, e não são muitas, ainda estão no cartão da máquina.
Nem tenho, real, noção de como ficaram.

Ainda não vos contei como as minhas férias me souberam, maravilhosamente, bem.

Ainda não vos falei do inicio deste meu novo ano, o meu 24º.

Ainda não...
Ainda não...
Ainda não...

Sinto que a vida passa por mim e que eu não a consigo agarrar, que não consigo aproveitar os momentos como gostaria.
Não nego que me sinto preenchida, porque isso seria mentir. Mas...
Tal como todos, tenho dias bons e dias maus. Tenho dias em que me sinto tão esgotada que nem sei como me mantenho em pé.
Tenho dias em que me apetece soltar as amarras e esquecer tudo o que me rodeia...
Mas, depois, oiço o orgulho na voz; vejo o brilho nos olhos; o incentivo (escondido numa camada de "dureza" e distância fingida) para fazer mais e melhor; a repreensão numa falha, a satisfação (disfarçada) numa vitória; e aí, sinto, que estou onde devo estar.

Um passo de cada vez,
Um mais firme, com mais confiança;
Outro a medo, trémulo, quase a cair;
Como uma criança que aprende a dar os primeiros passos;

Assim vai a minha vida.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Eu quero

Arranjar tempo, este fim de semana, para:

- Vos pôr a a par de todas as novidades que povoam a minha vida;
- Colocar textos antigos, que estão no meu caderno e na minha mente;
- Colocar fotos;
- Pôr a minha leitura dos e-mails em dia (só são 150: entre as 3 contas de e-mail que possuo);
- Conseguir dormir bem, porque a próxima semana avizinha-se preenchida.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

NOTICIA DE ULTIMA HORA

PASSEI!!!!!!!!!!

PASSEI!!!!!!!!!!

PASSEI!!!!!!!!!!

(leiam isto como uma pessoa a dar pulinhos de alegria... sabem aqueles miúdos que têm a prenda tão desejada?! pronto é isso).

SOU SOLICITADORA.

OH YEAH!!!!

Nota - Ainda não sei a nota, só sei que estou apta e sinto-me tão mas tão bem :D

Encontro Imediato

Já alguma vez estiveram cara a cara com uma raposa?!

Pois bem, eu hoje tive um encontro imediato com esse animalzinho (bonito, mas bem à distância das nossas galinhas, patos, gansos, codornizes, etc e tal), ainda não eram 8h30 da manhã.

Coitada deve estar esfomeada e com crias para alimentar, mas temos pena, as nossas galinhas é que não.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

E quando

menos esperamos:
Deparamo-nos com uns olhos conhecidos,
Uns olhos que nos remetem para adolescência.

Ficamos parados,
Miramo-nos mutamente,
O espanto reflectido no nosso olhar,
A timidez que sempre nos marcou e que nos fez ficar por um olhar.

Dois concertos,
Dois encontros,
Muitas trocas de olhares.
Sorrisos escondidos.

Tão perto e tão longe.

Voltaremos a ver-nos?!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Post = Telegrama

Boa tarde a todos.

Estão uns miseros 38º aqui na santa terrinha. Nem imaginam como eu suspiro por um belo banho, nem que seja de chuveiro.

Vim aqui avisar que estou de partida para terras algarvias. Duas semanas que se destinam a descanso, a muito descanso. Espero tirar fotos, poder escrever-vos e ler-vos.

Vou dando noticias.

Boas férias a quem vai.

Bom trabalho a quem fica e a quem volta.

L.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Eu...

Ando tão cheia de trabalho, que mal tenho tido tempo para respirar.
Em 3 dias (desta semana) fiz mais de 700km.
Atendi centenas de chamadas telefónicas.
Fui a várias repartições públicas.

Tenho a minha mesa cheia de papeis e só me apetece dormir em cima deles.
Vou de férias na sexta, o que implica, que até lá, tenha uma série infinita de coisas para fazer e completar.

O meu corpo grita por cama.
O meu cérebro por descanso.
Os meus ouvidos por silêncio.
Os meus olhos por paisagens de cortar a respiração.
Os meus pés por umas havaianas.

E o que lhe dou?
Cafeína.

Já só faltam 2 dias de loucura.

domingo, 9 de agosto de 2009

24

Parabéns a mim :D

nota - mais logo ou amanhã volto com um post de retro/introspecção.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Eu e o trabalho

Há umas duas semanas fui encontrar-me com uma nova cliente, e no meio da conversa ela diz-me:

"Isto para mim não é trabalho. Não sinto isto como uma obrigação. Gosto do que faço e quando dou por mim só sei que já acabou o meu turno quando chega o outro colega para lhe passar as informações".

Naquela altura sorri e "invejei", no bom sentido da expressão, aquela senhora que me via e ouvia pela primeira vez.

Agora, estando a trabalhar de novo na empresa dos meus pais, penso que aquela frase se me começa a servir na perfeição.

Os dias passam por mim a voar. Mal tenho tempo para visitar os vossos cantinhos e dar-vos os mimos que merecem, mas acreditem, não é por mal. É mesmo o tempo que passa por mim a voar. Acordo com um meio sorriso (sim, leram bem, só meio porque ando a precisar de dormir), e adormeço com um sorriso inteiro a iluminar-me o rosto.

Como todos, uns dias são bons, outros nem por isso.
Uns dias há mais, noutros há menos stress.
Mas isso não impede que sinta que neste momento estou no sitio certo.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mensagem (des)codificada

Agora.

Estou bem.

Fiz o exame no dia 18, estive quatro horas enfiada numa sala.
Dois dias antes pensei em desistir, tal era o cansaço que já tinha em cima.
Mas a nota só sai lá para Setembro.

A minha vida deu uma reviravolta, neste último mês.
Se me apetece falar/escrever sobre isso?! Sim, mas... acho que não o vou fazer.
Porquê?
Porque referi a existência do meu blog a quem, agora passados uns tempos, acho que não devia.

Tal como escrevi num comentário no blog da Ana C. agora sinto-me bem. Feliz.

Dia 9 faço 24 anos.
Este ano decidi ser diferente: Não fiz lista de desejos.

Vamos ver se me surpreendem!!!!

Nota - Este não é um daqueles textos inspirados que gosto de fazer. Mas o cansaço que tenho acumulado já é algum, vou recuperar e voltar a dedicar-me à fotografia, à escrita, à leitura e ao trabalho.

Obrigado aos que perguntaram por mim, preocupados. Aqueceram-me o coração e fizeram-me sorrir.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

SOCORRO!!!!!



Foto tirada em 2004, mas não há melhor para descrever como estou!!!!


NUNCA MAIS É SÁBADO!!!

Nota-se muito que estou a desesperar?!

terça-feira, 14 de julho de 2009

Eu

Ando meio desaparecida, não comento os vossos blogs, mal respondo a e-mails, leio-vos na diagonal... Mas tudo tem uma explicação:

- A semana passada as mais de 150 páginas que tinha para organizar e entregar com o final do meu estágio ocuparam-me a 100%.

- Depois a minha vida mudou radicalmente e eu refugio-me, calo-me... Não consigo partilhar. Senti-me naquele jogo do "Cara ou Coroa".

- Esta semana estou completamente absorta no exame.

Sinto-me cansada... extenuada.

Tudo vai passar, mas agora custa. Custa muito.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Os momentos do meu dia

As fotos que se seguem "encontrei-as" no telemóvel, enquanto transferia a foto do post anterior.
Sei que não são espectaculares e que foram tiradas com o telemóvel, mas representam momentos do meu dia que gosto de partilhar.



29 de Novembro de 2008 - Caiu um dos maiores nevões que há memória em Portalegre.



Por do Sol do meu amado Alentejo.

Nota - Fotos tiradas com o meu telemóvel Sony Ericsson

Hoje é dia de ir receber os meus miminhos, que bem preciso, para restabelecer as minhas forças.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Hoje

Tenho muito sono.

Hoje
Custou-me imenso por as lentes (mas não me sinto bem a conduzir sem elas).

Hoje
Sinto que preciso de duas semanas de férias.

Hoje
Sinto-me esgotada.

Hoje
Vinha um pouco carrancuda e mal humorada.

Hoje
Apetecia-me ter passado, parte da manhã, na praia.
Melhor. Numa esplanada, junto à praia, a ler uma boa revista ou um bom livro.

Hoje
Apetece-me estar com amigos.

Hoje
Não me apetece voltar para uma casa vazia que me acolhe todas as noites.

Mas

Agora
Um sorriso nasceu nos meus lábios.

Agora
Uma amiga agradece-me, sentida, o telefonema de ontem.
Agradece-me as quase três horas ao telefone.
As quase três horas que deixei de estudar, só para a ouvir.

Agora
Tenho lágrimas a quererem saltar dos olhos e sinto o coração cheio.

Agora
Afirmo
Gosto de ver os meus amigos bem.

Agora
Precisava que não fosse só eu a dar.

Cada vez mais o texto da Ana C. me diz algo e me insiro nele, como uma personagem se insere numa história de onde nunca devia ter saído.

Hoje
ou
Agora
Preciso de um abraço.
Um ombro onde possa chorar sem perguntas e libertar toda a tensão, anseio, medo e cansaço que vou acumulando.

terça-feira, 30 de junho de 2009

Momentos em focus: Fim-de-semana

Na passada sexta-feira tinha a minha mãe e a minha irmã comigo, em Lisboa. Saí do trabalho e fui ter com elas a um sitio perto do meu trabalho, mas que raramente me lembro dele para descontrair ao fim de um dia mais cansativo ou stressante.

Enquanto esperava que elas chegassem, sentei-me nas escadas e deixei que o vento, o sol, o som das ondas e das pessoas, em meu redor, me abraçassem e envolvessem, embalando-me tranquilamente, levando-me a relaxar.

Adorei e tenho a certeza de que voltarei lá, só para me deixar levar e tenta esquecer o meu dia a dia, tentar absorver tudo o que me envolve e conseguir sorrir enquanto me levanto e regresso ao carro e à minha rotina.


Nota - Foto tirada com o meu telemóvel Sony Ericsson

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Os meus pensamentos

Hoje o meu cérebro reproduz os mesmos pensamentos, aí umas, vinte vezes por segundo:

- Tem calma!!!
- Controla-te!!!
- Sorri!!
- Está tudo bem!!!
- Não te enerves. Já sabes que isso não dá bom resultado!!!
- Tu és forte!!!
- Tu consegues!!!

Porque é que as pessoas são tão invejosas?
Porque é que nunca podemos estar bem, sem que as pessoas nos tentem envenenar?

Vim, relativamente, bem...
Agora estou triste e magoada.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Momentos em focus: Fim-de-semana


Não consegui apanhar melhor o bichinho.
(Cliquem para aumentar)



(Adoro ficar ali deitada... a relaxar)






Estes fins-de-semana também servem para fotos loucas e gargalhadas à conta das mesmas.

Preciso de mais dias como estes.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Saudade

Poucas palavras...
algumas lágrimas.

Cansaço
Inquietação
Preocupação

Preciso de ti para desabafar.
Preciso da tua compreensão.
Preciso das tuas palavras de conforto
E de orientação.

Respiro Fundo.
Ergo a cabeça.

Dou mais um passo em frente
E
Tento
Não olhar, muito, para trás.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

domingo, 7 de junho de 2009

Já tenho data de exame...

Não escondo que, por um lado, estou com medo, nervosa, apreensiva.
Por outro sinto-me tranquila. Tenho estudado, sinto que tenho avançado ao ritmo certo.
Tento não stressar, nem pensar que falta apenas um mês e meio, precisamente seis semanas.

Mas irrita-me PROFUNDAMENTE os meus colegas…
Aqueles que dizem que estão perfeitamente à vontade…
Os outros que dizem que ainda não estudaram nada e que têm medo, mas que ainda não começaram a estudar…

Irrita-me ouvi-los a sentirem-se arrependidos pelo curso.
São esses, que aos poucos, vão denegrindo a nossa profissão.
Eu sinto que tirei o curso, porque gosto realmente dele. Não nego que por vezes fico insegura, principalmente porque estou em início de carreira e esta é uma das piores fazes da nossa vida. Não sabemos se vamos vingar ou se “vamos morrer na praia”.

Serei a única que não me sinto, assim tão, desiludida com o curso?
Serei a única que sinto que aprendo dia após dia?
Serei a única que ainda acredito ter, nesta profissão, algum futuro?

Tirei Solicitadoria.
Há quem me diga que ainda devia tentar Direito, pois tenho postura para a barra do tribunal. Eu tenho as minhas dúvidas.

Por enquanto o meu objectivo é passar no exame de admissão à Câmara.

Mas sinto-me triste com a atitude destes meus colegas.
E a minha tendência é afastar-me deles, pelo menos até passar esta fase de concentração pura.
Aproximo-me de uma ou outra colega que sentem o mesmo que eu. Tiramos dúvidas existenciais. Desabafamos. Apoiamo-nos mutuamente. Arranjamos forças umas nas outras para estas seis semanas infernais que se aproximam.

sábado, 6 de junho de 2009

Reflexos



Mais uma para a minha colecção de reflexos...

O meu reflexo, nos meus óculos de sol, na cabeça da minha irmazita :D

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Há muitos

Que para desanuviarem a cabeça, depois de um dia intenso de trabalho, se deitam e dormitam;

Outros que ficam simplesmente a ver televisão;

Outros, ainda, que ouvem música.

Eu para desanuviar a mente faço esforços físicos: Limpo a casa, passo a ferro, faço 25 minutos de bicicleta, abdominais...

terça-feira, 2 de junho de 2009

Momentos em focus: Fim-de-semana







Soube-me tão, mas tão bem... Podiam vir mais dias assim, que eu não me importava. Mas agora, só no fim-de-semana do Santo António...

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Mais do mesmo

Mesmo com:

367km - Lisboa - Braga
533km - Lisboa - Bragança

388km - Portalegre - Braga
508km - Portalegre - Bragança

Eu e as minhas amigas estudamos juntas.

E viva o msn, os e-mails, os telemóveis...

Já viram se ainda dependêssemos do correio normal?! Não chegava a tempo para saber todas as novidades e para esclarecer as minhas dúvidas...

Principalmente as existenciais....

Nota - Eu adoro receber cartas e tenho saudades daquela expectativa de: será que chega hoje? Ou será amanha? Mas tenho de admitir que, a era tecnológica, me seduz muito mais.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Começo a desconfiar...

Que me estou a tornar numa chata!!!!

Troca de SMS:

Eu - "Estou tão cansada..."
F. - "Também eu! E ainda tenho duas máquinas de roupa para passar"

Eu - "E eu matéria e mais matéria para estudar!"

Quem é que me vem salvar?! Acho que estou a alucinar!!

A minha inspiração...

Anda aprisionada ao estudo.

Quando puder voltar a respirar, deixo-a voar livre e sem rédeas.


quarta-feira, 27 de maio de 2009

Com o calor que faz lá fora...

E cá dentro....

Só me apetece fazer como elas.



Mergulhar e não me preocupar com mais nada.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Lembram-se?

Alguém se lembra?

Foram quase 500km (ida e volta), no curto espaço de cinco horas.
Os nossos corpos ainda se ressentem, estamos com os sonos meios trocados, mas posso garantir: Valeu bem a pena!!!

A expressão de surpresa.
O brilho no olhar.
Aquele abraço (cheio de energia e pura felicidade).
O sorriso.

Trinta minutos de conversa.
Um pequeno grupo em nosso redor.
Rimos... Conversámos... Deixámos três pessoas muito felizes e meio "abananadas" pela surpresa.

Nunca mais vou esquecer aquele: "Oh L.!!! Eu não acredito!!!", enquanto me abraçava verdadeiramente feliz e emocionado.

Embora não goste dela.
Embora pense que podias arranjar melhor, muito melhor.
L. desejo-te muita felicidade e amor.

E sei que apesar de tudo, poderei sempre contar contigo, como contas comigo.

sábado, 23 de maio de 2009

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Saudade



Foram três anos maravilhosos.

Amigas... Sinto tanto a vossa falta!!!

Maldita ou Bendita?!

Nem sei por onde começar. Ainda estou a recuperar.

A que me refiro?! Tensão arterial.

Na minha família há mais historial de tensão alta do que baixa. Pois bem, eu tinha de ser o contrário, sofro de Hipotensão.

Ando demasiado cansada, o que no meu caso só piora os episódios, e além do mais nem sempre consigo distinguir os sinais: O sono repentino, nem sempre é sinal de baixa de tensão.

Não sei como consegui não cair redonda no chão. Só queria dormir, deixar-me ir. Queria coisas frias (estava a suar por todos os lados), sentia-me muito angustiada, quase em pânico, tinha dificuldade em respirar...

Bastou um pedacinho de carne, mais salgado, para me fazer voltar a mim (ao menos uma coisa boa, foi na hora de almoço).

Agora sinto-me de rastos, ainda mais do que já estava. A cabeça feita em água...

DETESTO isto...

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Coisas de que (não) gosto...

Se há coisa que eu, sinceramente, não gosto muito é de ir ao supermercado às compras.

Bem vistas as coisas eu não gosto de ir às compras em geral. Se calhar, no que diz respeito às compras de roupa para mim, por exemplo, ainda não encontrei a TAL loja e a TAL companhia que me aconselhe e ajude na hora da compra propriamente dita.

Depois, ainda não aderi às compras online porque tenho receio que não me tragam as coisas como gosto: a fruta, nem muito verde nem muito madura; a carne com pouca gordura; o fiambre sem aquelas gorduraças no meio...

Mas principalmente sufoca-me ir aos hipermercados da grande Lisboa. Porquê? (perguntam vocês) Porque são enormes e demoro o dobro do tempo a encontrar as coisas.

Por fim, detesto estar na fila da caixa para pagar, e ainda chegar a casa carregada de sacos, mais o portátil, o saco do almoço, a mala, as chaves do carro e de casa, o óculos de sol...

E só de pensar que hoje me espera essa belíssima e maravilhosa tarefa...

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Ser Jurista

É muito mais do que saber interpretar as leis.
É muito mais do que saber lidar com as pessoas, os seus problemas materiais e emocionais.
É muito mais do que saber lidar com as instituições publicas e respectivos funcionários.

Muitas das vezes, ser Jurista, é ter uma veia "poética", filosófica, psicológica, paternal...

E acreditem, que quando nos falta a inspiração... Todo o nosso trabalho se torna muito mais complicado.

Hoje já escrevi e apaguei centenas de vezes um texto.
Hoje já li e reli a Lei... li e reli apontamentos...

Inspiração querida?! Para onde fugiste tu?!

Volta sim... Preciso tanto de ti.


Eu confesso: prefiro ter o pensamento a mil à hora, com trabalho, coisas para escrever no blog, o que quero fazer quando chegar a casa, o ter de telefonar aquela e à outra amiga, o querer fotografar isto e aquilo, o querer fazer aquele petisco só pelo prazer que cozinhar me dá, do que este vazio que hoje me povoa!!!

*suspiro*

Uma Pergunta...

Será que alguém tem a amabilidade de me explicar porque é que as pessoas quando vão à WC não baixam a tampa da sanita? Ou seja, porque é que não fecham a dita cuja?

Já é vulgar ouvirmos a expressão "Não te esqueças de levantar a tampa", dirigida aos Jovens/Homens.

Será preciso começar a dizer "Não te esqueças de baixar a tampa"?!

É só a mim que me faz confusão?

domingo, 17 de maio de 2009

Hoje...

Que se comemora 50 anos do Cristo Rei, lembrei-me de ir ao meu caderno recuperar um post que escrevi há duas ou três semanas.

Parada no trânsito puxo o travão de mão. Recosto-me no assento e observo o rio à minha direita, com a sua cor cinza-prata.

Lisboa, ao fundo do lado esquerdo, linda com ou sem sol. A cidade onde, sempre disse, nunca iria viver ou trabalhar, agora acolhe-me. Aos poucos vou tornando-me mais sua, dando-me a conhece os seus recantos e encantos.

Sem me aperceber tenho lágrimas a rolarem-me pelo rosto.

Detesto dias como os de hoje. Em que não produzo, em que olho para os papéis, mexo e remexo nas coisas... Em que pesquiso... Em que o meu cérebro não colabora.

Dias como este, onde me vejo presa... onde a vontade de sair porta fora é mais que muita. Não o faço por um sentido de responsabilidade, que muitos criticam e censuram.

Eu dei a minha palavra.
Aceitei as regras.
Estou a lutar por um futuro. O MEU futuro.
Custa-me sentir que algumas pessoas à minha volta não percebem este sentimento que carrego dentro de mim.

Aceitei um compromisso e vou cumpri-lo até ao fim. Dou mais do que me pedem, mas gosto da recompensa. Aprender... Tenho sede de aprender.

Também sei, que em dias como este, seria muito melhor agarrar no carro e dirigir-me até ao rio. Sentar-me a observa-lo.
Absorver a sua energia, paz e tranquilidade.

Agarrar no trabalho e faze-lo numa esplanada ou mesmo em casa, depois de descansar e me distrair com algo...

Levanto o olhar do rio. A paisagem toda cinza. Perco-me na sua beleza, na sua imensidão. O meu coração acalma, a minha mente desanuvia, o meu sorriso surge, quando...

O Cristo Rei sobressai daqueles tons tristes e melancólicos, iluminado por um raio de sol, tornando-se ainda mais majestoso.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Coisas de que gosto...



Gosto de chegar cedo a casa, para poder ter o sol a entrar-me pela janela.
Sinto-me cansada de chegar tarde e mal poder apreciar a tranquilidade e a harmonia que a luz do sol proporciona.



E soube-me tão bem abrir o cortinado, deitar-me em cima da cama, fechar os olhos e deixar que o sol aquecesse o meu corpo e ajudasse a esvaziar a mente.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Foi há dois anos...



As fitas pintadas pela minha mãe, que dei às minhas Amigas (tenho tantas saudades vossas).



A minha pasta... Sei que tinha mais de 50 fitas. Fui a Finalista com mais fitas e todos queriam ver as pinturas, não habituais na minha faculdade, mas na minha terra.





Estas fotos enganam. O dia foi muito chuvoso. Apanhámos com cada molha!!!
Fartei-me de chorar: Um sonho tornado realidade e ver o orgulho nos olhos dos meus pais encheu-me o coração.



Estava exausta, mas não podia faltar à minha última noite de tunas enquanto estudante.

Já lá vão dois anos. Sinto falta da cidade, mas principalmente das amigas com quem não estou há dois anos.

Nota: nenhuma das fotos foram tiradas por mim (como podem perceber) mas foi um dia muito importante e quis partilhar convosco.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Alguém se lembra?!

Estava na floresta
o cuco a cantar.
Por trás duma giesta,
nós fomos escutar:
cu-cu, cu-cu, cu-cu,
cu-cu, cu-cu! (bis)



Enquanto caminhava pelo campo e tirava esta foto, um cuco começou a cantar.
É muito pontual: todos os dias das 17h00 às 19h00 dá o ar da sua graça.
E quando o ouvi lembrei-me dessa música.

Mais alguém se lembra?

Desafio

Em consequência de fazer muitos km sozinha, distâncias longas ou curtas, a grande maioria dos km que faço tenho por única companhia o rádio; adoptei técnicas para me distrair e me concentrar ao mesmo tempo. Uma delas é: decorar matriculas.

Qual a minha técnica?! Dou nomes aos carros consoante as letras das matriculas.

É uma animação, principalmente se vou com a minha irmã ao lado.

E qual é o meu desafio?

Pois bem: Desafio a Mamã Diana, a Ana Luísa, a Ana C., o Miguel, a Caleidoscópio e o Ricardo para:
1 - Fotografarem, apenas, as letras da matricula dos seus carros;
2 - Darem um nome a ele, consoante as letras (de preferência um só nome onde conjuguem as duas letras e a primeira palavra que vos vier à mente).
3 - Passarem a 6 pessoas diferentes.



E como eu desafio, também respondo.

BJ - Qual é a primeira palavras que vos vem à mente?! Pois claro! O meu carro é o Beijinho :D

(Sim... Esses mosquitos todos é o fruto das viagens, mas acreditem a matricula de trás estava cheia de pó, a foto ficava pior!!)

Será que vão todos alinhar neste meu desvario?!

Cada vez...

Que falo com as minhas amigas da faculdade... Incondicionalmente, falo à NUORTE CARAGO!!!

Mas, cada vez que venho de fim de semana... Invariavelmente, arrasto as silabas, falo cantando e utilizo o gerundio mais do que o normal!!!!

(ai eu e os sotaques!!)

Bom diaaaa cumpadreees!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Pedido

Eu sei que tenho leitores silenciosos e não reclamo por isso. Fico contente por ter quem me siga, quem perca alguns minutos a ler o que escrevo, mesmo em silencio.
Acontece que quando me linkam num blog e me visitam traves desse link, o meu contador "informa-me".

Assim gostava de pedir ao/à autor/autora do blog http://www-whenever-wherever-whatever.blogspot.com/ autorização para dar uma espreitadela. Eu sou curiosa em relação aos meus leitores.

Não precisa comentar. Pode mandar e-mail para o contacto que está ali no lado direito.

Será possivel? É que tendo o blog privatizado não consigo visitar esse cantinho.

Obrigado.

Hoje...

Hoje... Depois de ter visto a minha vida por um fio. (Que Deus a abençoe e proteja, como me protegeu a mim hoje quando fez aquela asneira brutal e quase mortal).

Hoje... Que vi, no rosto de um desconhecido (senhor no altos dos seus cinquenta e poucos anos) a preocupação genuína por mim.

Hoje... Depois de me ter apercebido que tudo podia acabar numa fracção de segundos tenho de dizer a todo o mundo: Tenho amigos preciosos (alguns que mesmo não me conhecendo pessoalmente, sei que são mais sinceros que muitos dos que cresceram comigo), amigos excelentes que me fazem sorrir e me tornam os dias mais fáceis.

Hoje... Depois de ler o post da Lua (que tanto me fez pensar).

Hoje... Mostro-me sem reservas nem subterfúgios.



Sou eu. As minhas bochechinhas inconfundíveis... O meu sorriso aberto... Os meus olhos, demasiado transparentes.

Hoje e agora, agradeço a Deus por estar VIVA, por ter amigos e até desconhecidos que se preocupam comigo.

Hoje reafirmo que não tenho medo da morte, mas tenho medo do que a minha morte "prematura" possa causar nos que me rodeiam, principalmente, na minha familia mais directa.

Nota - A foto está tremida (a minha irmã desequilibrou-se), mas essa sou eu... sem sorrisos forçados nem poses. Fui apanhada desprevenida.

Desculpem o desabafo... O susto foi muito grande!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Hoje

Precisava voltar a sentar-me no muro e ter diante de mim este mar...



Que me encheu as medidas da alma com: paz, tranquilida, energia e força!

Os dias são longos...

Mas passam por mim como uma águia no voo rasante, sob a sua presa.
Surpreendo-me quando olho para o relógio e vejo que já passaram vinte minutos da minha hora de almoço e eu ainda estou a trabalhar!
Fico em "choque" porque me deparo com as belissimas 22h30 quando me sento para estudar!

Há altos e baixos. Sorrisos e lágrimas.Vitórias e derrotas.
Queixo-me se não tenho nada para fazer. Queixo-me se não tenho mãos a medir para tanta coisa sobre mim.

Eu sei... Eu sinto, bem cá dentro de mim, que toda esta minha instabilidade provém de algo no meu organismo. Algo que não está bem. Sei que não é do foro psicológico, porque me sinto bem a esse nível... Falta-me a peça do puzzle para perceber o que se passa, para identificar e relacionar as várias alterações que tenho sentido nos últimos tempos.

Não escondo. Estou preocupada e apreensiva.
Vou ao médico ainda este mês.

2004... 2006... 2008...

Já chega!!! Por favor!!! Já chega!!!

Sento-me no parapeito da janela. Observo o vai e vem das pessoas. Fecho os olhos, imagino o rio e tento que a paz me inunde. Não quero pensar... Não o posso fazer!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Coisas de que gosto...

Fins de tarde assim...





Onde reina a tranquilidade.
Onde me sento numa esplanada, na companhia de um livro e de um sumo natural.
Onde deixo que a calma tome conta do meu espírito.
Onde o som do mar me embala.
Onde o frenesim cessa, dando lugar à lassidão.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Pormenores - O inicio?!

Rita caminha até à beira de um rochedo. Senta-se no chão e descalça-se.
Tomás observa-a e caminha lentamente até ela, tentando não a assustar, pois assustado está ele com a simples perspectiva do que ela possa fazer.

Calma e tranquila ela fecha os olhos, relaxando ao som das ondas do mar... Mas ouve passos atrás de si e vira-se. Depara-se com um olhar terno e interrogativo. O seu coração acelera, mas serena ao mesmo tempo. Enquanto se levanta, adopta uma postura defensiva e alerta.

- Sim?! - Pergunta Rita.
- Desculpe, não a queria assustar, mas não podia ir-me embora sem perceber se precisava de ajuda.

Rita sorri. "O sorriso mais terno e sincero... o mais bonito que me lembro." - Pensa Tomás - "Até os olhos sorriem!"

- Sim. Quer dizer... não! - Rita cora com o embaraço e baixa o seu olhar para os pés descalços. - Eu estou bem. Vim parar aqui por acaso, e aproveitei para descomprimir.

Desta vez é Tomás que sorri. Os olhos esverdeados tomam uma cor viva em contraste com a pele morena.
- Fico mais descansado. Assim sendo, deixo-a a sós. Nota-se que precisa. - Começa a afastar-se admirando o mar, mas não o vendo.

Tem apenas uma imagem na sua mente: o sorriso e olhar envergonhado, daquela bela mulher.

sábado, 2 de maio de 2009

quinta-feira, 30 de abril de 2009

E neste fim de semana



Vou recarregar baterias. Estou exausta.



E não preciso sair de Portugal, para ter paisagens destas.

Pormenores - O sorriso

Foi o sorriso dela que lhe chamou a atenção. Não era exuberante, nem feliz. Era confiante e de vitória, mas não lhe iluminava o rosto, não lhe chegava aos olhos.

Tomás perguntou-se o que faria aquela mulher solitária na falésia?!

Sentado na sua kawasaki ninja e protegendo o seu olhar, indiscreto, com o capacete escuro, viu-a sair do carro e fechar os olhos no instante em que o vento a ajudava a soltar os longos cabelos dourados.

Não era uma mulher de arraso, nem propriamente daquelas que, normalmente, o fariam olhar para trás à sua passagem. Mas algo nela o fez caminhar para mais perto do abismo, só para poder memorizar aquele rosto de pele leitosa e olhos de mel.

Recriminou-se por não ter consigo a sua máquina fotográfica... Tudo o que queria era conseguir eternizar aquela imagem que o desconcertara.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Chaminés



Em Portalegre, restauraram-se as escolas primárias, mas os símbolos mantiveram-me. As chaminés com os seus cata-vento particulares.



As cores que sempre as caracterizaram: o branco e o amarelo.

Eu e...

As malas: as vulgas malas de senhora e as de viagem.

No que diz respeito às primeiras (as malas de senhora) não sou fanática. Gosto de usar malas práticas, não muito grandes, mas também não podem ser microscópicas, porque eu tenho coisas que não podem falhar: a carteira das moedas, a carteira normal (onde transporto cartões multibanco, cartões de identificação, papeis de compras...), chaves (de casa [variam consoante vou ou não de fim de semana à "terrinha"], escritório e carro), telemóveis, documentos do carro, baton do cieiro, pastilhas de menta, um pacote de lenços de papel, auriculares, caixa com os óculos de sol e a caixa com os óculos de ver, juntamente com a caixinha com o liquido das lentes (não vá acontecer algum percalço).

E vocês? O que levam nas vossas malas?

Por sua vez, as malas de viagem: eu devo ser das raras mulheres que não levam horas nem se stressam a fazer a mala para um fim de semana de apenas dois ou três dias. Sou rápida, uma muda de roupa, além da que levo vestida e chega. Não me stresso com os adereços, com os sapatos, com as malas. Sou só eu?! Sou demasiado prática?! Até a minha mãe fica a olhar para mim porque em 10 minutos tenho a mala pronta.

A minha justificação: já são cinco anos a fazer malas, fim de semana sim, fim de semana não; quando não é fim de semana sim... fim de semana sim... fim de semana sim...

terça-feira, 28 de abril de 2009

Coisas de que não gosto...

A falta de educação das pessoas, e neste caso em particular, aleada à falta de cavalheirismo por parte do senhor com quem me cruzei no elevador.
Aviso - Post escrito ainda muito a quente... melhor, completamente a ferver de indignação!!!
Imaginem o seguinte: Estão dentro do elevador, descontraidamente a comer o vosso Twix (passo a publicidade, e não não tenho comissão), no piso saem dois senhores que desciam convosco e surge à porta uma jovem. O que fazem?
a) Carregam no botão para que a porta do elevador não feche?
b) Ou deixam-se estar tal e qual estavam e não fazem nada?
Pois, eu manteria as portas do elevador abertas, quer fosse jovem, velho, assim assim, criança, homem ou mulher. Serei uma ave rara?!
Bolas que o senhor se vira para mim, ainda eu não tinha chegado junto à porta:
- Olhe que este vai descer! - Notem que eu estava no penultimo piso, logo iria descer um piso e voltaria a subir.
- Não faz mal! - Digo eu e dirijo-me para o elevador.
O senhor (para não lhe chamar um nome pior que me vem à mente neste momento - já aqui disse que sou uma Lady?!) recosta-se no elevador e deixa que as portas se fechem mesmo quando vou a entrar.
Resultado: fico entalada nas portas. Doem-me os braços porque tive de fazer força para que abrissem (sim ele continuou encostado sem fazer nada). Logo eu que ADORO (ler em tom de ironia) andar de elevador.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

"Explicação"

Cada vez mais percebo porque é que deixei de escrever nos meus outros blogs:
1 - Porque a inspiração se desvaneceu, aos poucos;
2 - Porque o tempo era curto para me dedicar aos estudos e terminar a licenciatura (com uma média boa e fugindo aos recursos e orais);
3 - Porque tendo mais que um blog para escrever, as coisas não saem tão naturalmente, um sai sempre prejudicado em relação ao outro.

Principalmente, por esta última razão, hoje importei o meu blog de fotografia, "Momentos em Focus", aqui para o "Momentos do Dia". Quem quiser dar uma espreitadela nas minhas humildes fotos, esteja à vontade.

Gostava de voltar a escrever na minha história. Material onde me basear não me falta, falta-me o tempo para reler alguma coisa e ver se a inspiração vem. Não vou forçar, as coisas vão surgir aos poucos e naturalmente (se assim tiver de ser).

Projecto Lembra-me



Nota - Post'it escrito, pensado e fotografado no fim de semana passado.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Tenham...

Um bom fim-de-semana...



Que eu vou ali ao Alto-Alentejo...



Receber os meus miminhos quinzenais...

Nota - Igual aqui.

Uma Pergunta...

Serei só eu que penso assim?

"Quem gosta e come chocolate branco, não aprecia, verdadeiramente, o bom chocolate... Não lhe dá o devido valor".

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Nota...

Este post é escrito assim em letras pequeninas, porque é um segredo....

Eu sei que volto a ser Eu, quando o meu cérebro produz ideias à velocidade da luz...
Eu sei que volto a ser Eu, quando me rio com coisas que normalmente me irritam...
Eu sei que volto a ser Eu, quando me rio dos meus próprios disparates...
Eu sei que volto a ser Eu, quando o meu corpo transborda energia e não sei como a conter...
Eu sei que volto a ser Eu, quando quero fazer mil e uma coisas e não chego a fazer nem metade...
Eu sei que volto a ser Eu, quando planeio as tarefas para cumprir e consigo faze-las, não falhando uma...


Eu sei que volto a ser Eu... Quando o meu sorriso me chega aos olhos e eles brilham como há uns meses não acontecia...
Eu sei que volto a ser Eu... Quando dou por mim a cantar e a dançar dentro do carro (no meio do trânsito infernal de uma manhã em Lisboa) ou no escritório enquanto trabalho...

O dia estava lindo...





Mas eu vi as coisas a preto e Branco.

Uma Pergunta...

Porque é que as pessoas comem a sopa depois do "segundo"?

Acho que é uma "tradição" alfacinha, mas não tenho a certeza.

Para mim a sopa serve para "forrar" o estômago e ajudar a que se coma menos quantidade no resto da refeição.

Alguém me pode elucidar?!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Ser Jurista

Se há coisa que me tira do sério é que meio país pense que é jurista e que possa redigir contratos e mandar bitaites sobre estas questões.

Bolas!!! Anda uma pessoa a estudar tantos anos (3 anos de licenciatura e quase a completar 2 anos de estágio [meio ano à espera de abertura do estágio, meio ano de estágio teórico e sete meses de estágio prático]), ou seja, no meu caso 5 anos, para depois nos virem pedir minutas e dizerem que fazem eles?!

Por amor de Deus!!!! Eu sei que isto é o pão nosso de cada dia, mas eu não vou ao médico pedir um diagnóstico e dizer que me auto-medico ou que faço o tratamento xpto em casa!

A minha reacção foi de conter a fúria que crescia dentro de mim e dizer que iria tentar ver o que arranjava, mas que não prometia nada.

Sabem que mais?! Só me apetece dizer asneiras ....

Adenda - Acham que me dei ao trabalho de pensar em redigir algum contrato?! Nem pensar... enquanto almoçava apareceu uma lampadazinha ao lado do meu cérebro (estão a ver?) e heis que me lembrei de digitalizar uma minuta daqueles livros que nos elucidam, mas que não fazem tudo. E pronto. Seguiu por mail.

Só me apetece mandar uma tacadazinha, mas eu sou uma lady e não vou demonstrar que estou mesmo muito chateada...

terça-feira, 21 de abril de 2009

Coisas de que (não) gosto...

Se há algo que me deixa triste, stressada e irritada é estar SOZINHA! E acho que é isso que o destino me está a tentar ensinar, nesta nova fase da minha vida: tenho de aprender a estar SOZINHA, a fazer as coisas de que gosto SOZINHA...

Mas bolas... Custa!!!!

Eu ponho-me a pensar: enquanto estudei em Mirandela, não conheci quase nada do que estava à volta da cidade, primeiro porque não tinha carro e depois quando o tive, porque não me apetecia ir SOZINHA!! Agora vivo em Lisboa, mas trabalho na linha de Cascais: "Sou mesmo burra... tanta coisa gira para ver, fotografar, conhecer e não vou a lado nenhum." - Porquê? perguntam vocês.

Simples: Porque não me apetece ir SOZINHA!!!

"Eu até ia ao cinema, ver o "Louca por compras", só porque me apetece dar umas boas gargalhadas... Mas... e vou SOZINHA?!"

Imaginem o típico anjinho e diabinho, cada um em seu ombro:
Anjinho: - Vai, faz-te bem, divertes-te, distrais-te, ris-te e pode ser que encontres aquela camisola para o dia dos dois casamentos! (sim leram bem... dois casamentos, dia 23 de Maio... Vai ser giro vai!!!)
Diabinho: - SOZINHA?! Nem pensar... vai para casa, enrosca-te no sofá a ver um filme qualquer na televisão, fica na net a ver blogs ou a arranjar fotografias...
Anjinho: - Para isso vais mas é estudar que tens exame em Julho e já devias ter estudado mais alguma coisa, do que aquelas míseras linhas.
Diabinho: - Para ficares a estudar, vais ao cinema, mas SOZINHA?!?!

Preciso, urgentemente, de ultrapassar este preconceito/dificuldade de estar SOZINHA.

Mas... SOZINHA!?!